Ronaldinho não recebe parte dos salários há dois meses

Grande astro do Flamengo na temporada, Ronaldinho Gaúcho não recebe a maior parte do seu salário há dois meses. Nos vencimentos de setembro e outubro, a Traffic, empresa de arketing esportivo parceira do Flamengo na transação do jogador, não depositou a sua parte devido a um entrave burocrático na assinatura do contrato com o camisa 10.

A empresa deseja mudanças no memorando, espécie de resumo do contrato, assinado para agilizar a chegada do craque à Gávea, em janeiro. Justamente por isso, decidiu não mais depositar a sua parte enquanto o contrato não for acordado e assinado pelas partes.

– O memorando tem valor de contrato, mas não é um contrato. Ainda não formalizamos o documento por várias circunstâncias. Estamos trabalhando com força total para finalizar a redação. Esticou a corda. Ficar dois ou três meses com o memorando é até aceitável, mas seis, sete meses é preciso termos tudo por escrito. Até pelo alto valor do acordo – disse Fernando Gonçalves, diretor executivo da Traffic.

Por sua vez, o Flamengo alega que paga religiosamente em dia a sua parte devida no contrato. Mas reconhece que há uma discussão em curso para que tudo seja formalizado. Inicialmente, o acordo seria celebrado pouco tempo depois a chegada de Ronaldinho, mas houve uma mudança interna na empresa de marketing esportivo. Quem estava no comando da negociação do craque com o Flamengo era Júlio Mariz, substituído por Fernando Gonçalves, que exigiu novas garantias para a empresa diante do alto valor investido.

– Foi feito um memorando em janeiro com as bases para o futuro. Quando fomos assinar o contrato houve uma mudança administrativa na Traffic. Nossa parte está sendo paga em dia. Agora eles estão condicionando o contrato a algumas mudanças. Isso vem sendo discutido e creio que chegaremos a um acordo nos próximos dias. Por enquanto, não houve desgaste na relação com Ronaldinho – afirmou Rafael De Piro, vice-presidente jurídico do Flamengo.

No acordo celebrado em janeiro deste ano, Ronaldinho receberia cerca de R$ 1,2 milhão de salário. À Traffic, caberia cerca de R$ 1 milhão na transação. A reportagem tentou contato com Assis, irmão e procurador de Ronaldinho, mas não obteve sucesso.

ARGENTINA X BRASIL – Escalações e Trasmissão ao Vivo – Superclássico das Américas

Mano Menezes rejeita testar seleção olímpica contra os argentinos

No primeiro duelo do Superclássico das Américas, somente três titulares tem idade para estar em Londres-2012

Neymar é marcado por Mario Fernandes e Lucas: todos com idade olímpica

Um torneio amistoso contra o maior rival, que vale um troféu que não é disputado desde 1976 e que Mano Menezes descartou para início de preparação da seleção brasileira para uma competição que será chave para sua manutenção até a Copa do Mundo de 2014. Na noite desta quarta-feira contra a Argentina, em Córdoba (21h50 de Brasília), três jogadores que começam a partida terão idade para disputar as Olimpíadas de 2012 (menos de 23). É um esboço de time, que poderia ter mais opções já nove atletas foram convocados.

O lateral-direito Danilo (do Santos) e os atacantes Neymar (Santos) e Leandro Damião (Internacional) estarão ao lado de Ronaldinho Gaúcho, que pode até ser uma opção entre os três com mais de 23 anos que podem ir à Olimpíada, e de Renato Abreu, 33 anos, pela primeira vez convocado e grande surpresa no time titular. No banco ainda estarão outros seis jogadores com idade olímpica: o goleiro Rafael (Santos), o lateral-direito Mario Fernandes (do Grêmio), os volantes Casemiro (São Paulo) e Rômulo (Vasco), o meia Oscar (Inter) e o atacante Lucas (São Paulo).

Fred foi cortado por causa de lesão

“Temos nessa lista, nove jogadores com idade olímpica. Para que a gente mantenha a mesma ideia de coerência do trabalho. Continuamos pensando lá na frente. Continuamos querendo colocar os atletas que passaram pela sub 20. Já começamos com o Lucas e Neymar. Depois o Danilo, de forma isolada, e agora mais jogadores do título mundial”, disse Mano Menezes.

O problema de Mano para formar o time olímpico continua sendo a zaga. Dos quatro convocados para o jogo na Argentina, nenhum tem menos de 23 anos – desde agosto de 2010, quando o técnico fez a primeira convocação na seleção brasileira, somente um zagueiro com idade olímpica foi chamado, Breno, do Bayern de Munique. Neste momento é quase certo que um dos três acima dos 23 anos que irá a Londres é um zagueiro, provavelmente Thiago Silva, do Milan, ou até Lúcio, experiente capitão da seleção, de 33 anos e da Inter de Milão.

Ronaldinho Gaúcho, com 31 anos, pode até aparecer em lista olímpica

O setor ofensivo não preocupa, já que além dos garotos escalados para essa partida há ainda Alexandre Pato, do Milan, que não foi chamado para encarar a Argentina porque a data não é Fifa. CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e AFA (Associação de Futebol da Argentina) só puderam chamar atetas que atuam dentro do Brasil e da Argentina.

O Superclássico
Antigamente chamado de Copa Roca, em homenagem ao ex-presidente argentino Julio Roca, o torneio foi um mano a mano entre Brasil e Argentina disputado irregularmente até 1976 – o Brasil venceu oito vezes e a Argentina quatro. Rebatizado em 2011 de Superclássico, foi marcado para as cidades de Córdoba, nesta quarta, e Belém do Pará, dia 28 de setembro, apenas com atletas que atuam dentro dos países.

O técnico argentino Alejandro Sabella preferiu chamar atletas experientes, como Riquelme e Verón, para saber com quem poderá contar para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014 – a Argentina não está classificada para Londres-2012 e, portanto, não precisa treinar time sub 23. Riquelme e Verón, porém, acabaram cortados por causa de lesões.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA X BRASIL

Data: 14 de setembro de 2011
Horário: 21h50 (de Brasília)
Local: Estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba (Argentina)
Árbitro: Enrique Osseas Zencovich (Chile)
Auxiliares: Patricio Basualto Vargas e Carlos Astroza Cárdenas (Chile)
Argentina: Orion; Dominguez, Desabato, Ré; Canteros, Pillud, A. Fernandez, Zapata e Papa; Martínez e Boselli
Técnico: Alejandro Sabella

Brasil: Jefferson; Danilo, Rever, Dedé e Kléber; Ralf, Paulinho, Renato Abreu e Ronaldinho Gaúcho; Neymar e Leandro Damião
Técnico: Mano Menezes

https://i0.wp.com/lh6.ggpht.com/-WPwmF8HwX0s/TkaVwFdle-I/AAAAAAAABkY/TYwjOY-0VNM/1.jpg